quarta-feira, 29 de julho de 2009

E Aos Meus Olhos, Boa Sorte


Há coisas que não voltam mais.

Escombros que já caíram. Vidas que já se foram. Restos e fragmentos cujos odores ainda tocam a alma e fazem doer todos os nervos do meu corpo.

Murros tomados pela vida e pela morte...

Olhos cada vez mais cinzas à procura de uma luz tão bela e aconchegante como já fora outrora.

Cansaço...

Sinto acumulado várias pedras que vira e mexe navegam pelas minhas paredes, esfregando sua superfície sobre os meus nervos, me arrancando lágrimas de dor.

E ponho-me a chorar, seja em lágrimas, ou apenas na complacência do silêncio.

Um olhar baixo, para o nada, ao som de uma música triste.

Até me esvaziar...

Sei que certas dores são inúteis e merecem ficar largadas nos arquivos do passado.

Mas enquanto não me acostumar com o presente, é do passado que tirarei minhas conclusões.

Mas há o futuro...

Futuro talvez atrasado, mas que aos poucos, volta a ocupar o seu lugar... os meus olhos...

Desejo o futuro. Desejo caminhar. Desejo me libertar das cores cinzas, mesmo que as use apenas para fazer arte.

E a vida continua, mesmo que eu caminhe com lágrimas ao peito, mas nesse mesmo peito bate um coração jovem, que precisa mostrar ao mundo o que viera fazer aqui.

E aos meus olhos, boa sorte.

Danilo Moreira

São Paulo, dezembro de 2008


Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. O Ponto Três agradece a sua visita!



FOTO: http://nautilus.fis.uc.pt/cec/teses/joana/prototipo/images/olhos.jpg

10 comentários:

Rafael disse...

Adorei o seu post anterior, o do Delírio - Ódio!! Muito interessante mesmo, o "concretismo" dele...
Abraço

Menino Poeta disse...

É realmente há coisas que não voltam mais ou quando estamos acostumados ou parece q encontramos o pedaço q estava faltando em nós, a vida ou o tempo não tem o que fazer, pegar e leva pra bem longe, sabe como é longe e nós ficamos chupando dedo... Gostei do seu post.

Euphoria disse...

Há uma certa melancolia em quem vive nos dias de hoje que para os que viveram outros dias, parece nos dar um ar de derrotista, de falta de cor na forma que vemos a vida. Realmente a mediocridade e o medo de arriscar têm se mostrado avassaladores, dando essa impressão de perda de valor para si mesmo e para o mundo. Porém, como você disse, há o futuro sempre buscando um espaço nos nossos olhos, há esperança de mudar esse aspecto cinza e monótono.
(Ouvindo The Scientist - Coldplay, música triste, postada em outro blog que acompanho, abri os dois ao mesmo tempo. Coincidência?)

Ah, e "legal seu blog, passa no meu" rsrsrs. Abraços

kikinhah disse...

Nossa... Fiquei sem palavras, me identifiquei com o texto.
Vivemos em constante luta por viver, viver bem consigo mesmo apesar dos baixos que passamos...
Muito sucesso pra vc!
BjOs^^

Andreia disse...

Acho que nós corremos muito atrás do futuro e esquecemos de viver o aqui e agora. Pensamos que amanhã será um dia melhor do que foi o de hoje, mas não seria mais viável melhorar o agora?

[ rod ] disse...

Dores supérfluas são desejos ainda latentes...

Bela descrição meu caro... a vida congela aqui, mas continua sempre.

Abçs e estou de volta.






Novo dogMa:
há gosTo...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Euzer Lopes disse...

Sentidos, sentimentos, sei lá o que, todos associados a uma desilusão - normalmente amorosa.
O autoestima fica tão fragilizada que a única certeza que temos é que o futuro virá com uma pá na mão e um balde de terra na outra para cobrir o buraco que há em nós.
A questão é que o futuro é um só. E nós somos apenas "mais um na multidão".

Marcelo A. disse...

Eu sou a pessoa mais suspeita pra falar de passado...

Sou um ser nostálgico. E me identifiquei muito com seu post!

Mas assino embaixo do seu final. Somos jovens ainda (tá, eu nem tanto! Uahahhahaaa!) e temos tanto a mostrar ao mundo...

Abração, meu velho! Apareça no "Diz"!

Raquel Freire disse...

Coisas que não voltam mais...
ÀS vezes, é muito triste pensar que momentos maravilhosos e pessoas maravilhosas não voltam mais...

Mas nos resta a consolação de que esses momentos aconteceram e essas pessoas existiram...

E o que é bom dura o tempo suficiente para se tornar inesquecível!!!

Adorei!

ex-amnésico disse...

Só posso dizer: boa sorte!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...