quarta-feira, 27 de maio de 2009

Origem de algumas expressões


Olá, leitor!!

Este autor que vos fala anda com o tempo mais escasso do que salário de final de mês (ainda mais de universitário). Mas, como eu procuro manter o compromisso de atualizar o blog ainda que uma ou duas vezes por semana, hoje vou postar algumas curiosidades sobre expressões que utilizamos no dia-a-dia.

Já parou pra pensar na origem de certas expressões que, se formos pôr ao pé da letra, não tem nexo?

Aí vão algumas delas:

"Tio Sam", sinônimo de Estados Unidos

A história mais famosa afirma que a expressão surgiu por volta de 1812, durante a guerra entre os americanos e a Inglaterra. Na cidade de Troy, em Nova York, havia um homem chamado Samuel Wilson que era fornecedor do governo dos Estados Unidos. Conhecido como Uncle Sam (Tio Sam), suas cargas eram marcadas com suas iniciais, US, as mesmas usadas para Estados Unidos (United States). Logo o nome Tio Sam virou apelido do governo americano e, mais tarde, passou a ser usado para designar também o povo do país.

"Lágrimas de crocodilo"

A expressão é usada para se referir a choro fingido. O crocodilo, quando ingere um alimento, faz forte pressão contra o céu da boca, comprimindo as glândulas lacrimais. Assim, ele "chora" enquanto devora uma vítima.

"Falar pelos cotovelos"

A frase, que significa "falar demais", surgiu do costume que as pessoas muito falantes têm de tocar o interlocutor no cotovelo afim de chamar mais a atenção. O folclorista brasileiro Câmara Cascudo fazia referência às mulheres do sertão nordestino, que à noite, na cama com os maridos, tocavam-nos para pedir reconciliação depois de alguma briga.

"OK"

OK significa "tudo certo" (all correct em inglês). No início do século XIX, em Boston, nos Estados Unidos, em vez de usar as letras AC, que poderiam ser confundidas com alternating current (corrente alternada), as pessoas diziam OK, de oll korrect, gíria de mesmo significado. Durante uma campanha presidencial de 1840, a sigla foi usada como slogan e acabou conhecida no país inteiro. Outra versão é que a sigla começou a ser usada durante a Guerra da Secessão, uma disputa entre o norte e o sul dos Estados Unidos. As fachadas das casas exibiam o OK para indicar zero killed, ou seja, nenhuma baixa na guerra civil.

"Um é pouco, dois é bom, três é demais"


De acordo com o escritor Deonísio da Silva, em "De Onde Vêm as Palavras", esta frase foi popularizada no século XX, em uma canção do compositor brasileiro Heckel Tavares (1896-1969). "Os versos dizem: numa casa de caboclo, um é pouco, dois é bom, três é demais", explica o escritor. Embora a expressão seja relativamente recente, Deonísio afirma que seu sentido já aparecia na Bíblia. Segundo o Velho Testamento, três pessoas formavam um grupo grande demais para discutir assuntos íntimos.

"Lua-de-mel"

Há mais de 4 mil anos, os habitantes da Babilônia comemoravam a lua-de-mel durante todo o primeiro mês de casamento. Neste período, o pai da noiva precisava fornecer ao genro uma bebida alcoólica feita a partir da fermentação do mel, o hidromel. Como eles contavam a passagem do tempo por meio do calendário lunar, as comemorações ficaram conhecidas como lua-de-mel.

O "tombamento" de uma obra

Quando alguém resolve tombar um prédio, ou seja, levar o edifício ao chão, todo mundo sai de perto. Daí teria nascido a expressão "tombar uma obra" pois, com ninguém nos arredores, seria mais fácil proteger e conservar o imóvel de valor histórico ou artístico. Todos os monumentos ou prédios tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o IPHAN, são registrados no chamado "Livro Tombo". A expressão já era usada em Portugal possivelmente desde antes de 1375, quando o rei D. Fernando fundou o Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa.


Fonte: http://guiadoscuriosos.ig.com.br/perguntas/173/1/expressoes-ditados-e-siglas.html


Danilo Moreira


FOTO: http://ferramula.zip.net/images/lane.jpg




3 comentários:

Guiovan Coimbra de Oliveira disse...

caraca!!!!!
vc desenterrou isso de onde?
rapaz!!!
não sabia essa do jacaré não muito interresante!!!!
o post tá muito bom!!!
e vc sempre tocando nesse assunto de salario e também de universitário né!!!
só faltou a cerveja!!!

abraços!!!

Bruno disse...

E quem disse que eu já não passei por aqui?

Horrivel ter que admitir que não comentei por preguiça. Mas foi a verdade.

Adorei as explicações. "lágrimas de Crocódilo" é uma expressão bem mais consistente que eu costumava pensar.
Muito esclarecedor isso aqui.
OK?

Felipe Lucchesi disse...

Legal saber a origem dessas expressões ! Eba ! Traga mais quando puder,sobre essas curiosidades !!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...