segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Moradores de rua apresentam stand up na Praça do Patriarca


Hoje o Ponto Três vai abrir espaço para um convite.

Amanhã (10), às 9h, a Praça do Patriarca, no Centro de São Paulo, recebe o “Stand-up Comendigos”. Trata-se de uma comédia stand up feita por moradores de rua. Utilizando da magia e da espontaneidade do teatro ao ar livre, a peça promete ser um gostoso espetáculo de improvisação, humor e consciência, tendo a realidade das ruas como tema principal.

O trabalho artístico feito por esse pessoal é fantástico. Tive o primeiro contato com eles por meio de Tião Nicomedes, escritor, jornalista e ex-morador de rua, engajado em vários projetos para ajudar e dar voz a essa população, dentre eles o teatro. Ele é uma das histórias contadas no livro-reportagem que eu e mais cinco colegas da faculdade produzimos no ano passado, sobre pessoas em situação de vulnerabilidade social que usam o teatro como forma de expressão. Esse ano tive o prazer em revê-lo no II Salão Nacional de Jornalistas Escritores, no Memorial da América Latina, e fiquei sabendo dessa apresentação.

Portanto, se você tem um coração aberto, gosta de ver a mistura de arte e conscientização, passe na Praça do Patriarca amanhã, às 9h. E se puder, colabore com esse trabalho, nem que seja com uma moeda. A peça vai arrecadar fundos para ajudar uma companheira que fica nas imediações da Sé.

Para completar, colo abaixo um texto escrito nas palavras do próprio Tião:

“Pessoal, é o seguinte. Na próxima terça-feira estrearemos pelas ruas do Centro de SP com a baboseira do ‘Stand up Comendigo’. Quem quiser conferir de perto a cara de pau e o destalento da gente de rua, cola na Patriarca pela manhã, às 9hs em diante. Mas venha de bom humor e de bom amor! Revira as calças aí, senta a marreta e já quebra o porquinho, e trás moedas pra encher o nosso chapéu! Junta as notas velhas aí de 2 reais, e trás pra gente!

E quem puder ajudar, ou souber, a Marli ta desesperada pra sair da rua, pra deixar a Praça da Sé, mas vaga de albergue ela não quer, então tem que ser coisa barata ou alguma ocupação que aceite e não discrimine. Sabe como é, pessoa com muito tempo de rua, a cabeça pira, fica deteriorada, ainda mais mulher de idade... Aí já viu né? Cada um real já garante pelo menos o almoço da nossa amiga-irmã-companheira no restaurante popular. Já é um começo. A trupe por enquanto são só duas pessoas, mais a ideia é crescer. E num futuro, quem sabe, achar mais pessoas de talento na rua e que tem só como recurso último, acreditar em sonhos.”

Se você curtiu, então, compartilhe, e se puder, compareça amanhã. A população de rua agradece.

Muito obrigado, e até a próxima!


Danilo Moreira

Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um, seguidor. Obrigado pela visita ao Ponto Três.

Foto: Bruna Sousa

Um comentário:

Zane disse...

Gostaria muito de ver, mas moro longe.
Achei muito legal. ^^

http://inspiracaoentrelinhas.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...