sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

2012: Start!


Chegando de viagem, mais uma vez me vejo na obrigação de escrever alguma coisa sobre a virada do ano. Escrever? Obrigação? Não, na verdade, é tudo prazer. Às vezes me questiono se escrever sobre as minhas conquistas e derrotas em um blog acrescenta algo na vida do leitor. Talvez, acrescente. Não somos nada sem olhar para o lado, sem olhar para a história, os ensinamentos, as derrotas e até os defeitos de quem está ao nosso lado.

Em 2011, cheguei ao ápice da desmotivação em um emprego. Era uma planta que já estava secando, que não tinha mais para onde crescer e muito menos me interessavam os frutos que poderiam vir dela. Me peguei no dilema de largar o certo pelo duvidoso, ainda mais em tempos de problemas financeiros. Me senti, de verdade, num estado de deterioração profissional, um estado que não recomendo para ninguém. No fim das contas, a vida acabou me surpreendendo: finalmente recebi o bendito exílio daquela terra infértil, e fui parar num estágio na minha área, numa das maiores casas legislativas do país.  E não é uma planta, e sim uma árvore, que já me rendeu frutos como reportagens assinadas no jornal da casa, e boletins para o rádio da mesma.

Entrei o ano terminando de digitar o meu acervo de contos e crônicas, e saio dele com 85% deles registrados, além de um livro juvenil, escrito em 2005. Agora, é correr atrás de publicações. Na faculdade, penei no sexto semestre: o semestre dos imprevistos.

Tive momentos maravilhosos ao lado dos amigos. Comemoramos de tudo. Era a chegada da sexta-feira, num barzinho perto da faculdade. Era aniversário comemorado em forma de churrasco, ou de luau em Itanhaém, com direito a assistir o sol nascendo e tudo. Festejamos 8 anos de uma turma que fez história em uma escola técnica em Veleiros (zona sul de SP). Até demissão de emprego foi comemorado, numa festa que reuniu trocentos felizardos (é, como eu disse, desmotivação em emprego é terrível!). Feliz é o ser humano que tem bons amigos, que pode dizer que tem pessoas com que pode contar. E amigo não existe apenas para amparar nos momentos difíceis, mas também te diverte, fala besteira, faz você rir a ponto de pagar mico, tem ótimas idéias, solta as melhores pérolas, que faz questão da sua companhia e vice-versa. Só com o amigos você consegue xingar com um sorriso no rosto, dar tapas nas suas costas, tirar fotos e fazer vídeos comprometedores, e ele levar tudo isso na esportiva (até porque, certamente, ele desconta depois rs). Obrigado a todos vocês, amigos, pois graças também a vocês, a cada dia que passa, eu me torno uma pessoa muito melhor.

E por fim, finalizei o ano de 2011 fora de casa, na casa de um grande brother em Belo Horizonte (sim, peguei chuva! rs) e ainda tive a oportunidade de conhecer um grande parceiro da blogosfera, Wander Veroni, do excelente blog Café com Notícias, num papo enriquecedor, regado a uma boa pizza num dos bairros mais boêmios da cidade.

Saio de 2011 um homem que continua na sua metamorfose. Até o visual mudou um pouco, mais alinhado com o que o seu coração pede e menos com o que o seu histórico medo do ridículo impõe. Saio daquele ano com a certeza de que cumpri boa parte das metas, assim como também tenho certeza de que fracassei em algumas delas. Saio dali com algumas dívidas internas, e que sei que algumas delas nunca mais vou conseguir pagar... Outras, aos poucos, vou quitando à medida que as redomas vão caindo uma a uma...

Saio, enfim, por estas linhas, de 2011, para finalmente entrar de cabeça em 2012. Agradeça a Deus, leitor, por começar esse ano, por ter a chance de se renovar, e de se estabelecer novas metas. E que seja um ano abençoado e enriquecedor para todos nós, e em todos os sentidos!

Agora sim, 2012 começa neste blog!

Até mais!

Danilo Moreira

Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela visita ao Ponto Três.

FOTO: http://beatrizsdd.blogspot.com/2011/09/new-start.html  

2 comentários:

Sandro Ataliba disse...

Nada melhor para começar o ano do que a vida encaminhada. Aliás, nada melhor do que a vida encaminhada em qualquer momento do ano.

Wander Veroni disse...

Oi Danilo!

O que sinto do seu relato é que vc passou por uma mudança e isso é o mais enriquecedor que pode acontecer nas nossas vidas.

Também foi um prazer lhe conhecer pessoalmente aqui em BH. Pena que vc veio quando a cidade estava passando por um dilúvio....BH com sol é outra coisa. Espero que volte logo em outra oportunidade.

Abração e FELIZ 2012!


http://cafecomnoticias.blogspot.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...