quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Temo


Temo pelo futuro
Temo por mim, pelos outros, pelo mundo

Temo pelo que posso ganhar
Temo pelo que posso perder
Temo o que posso ganhar para perder
Bem como o que posso perder para ganhar

Temo abrir os olhos e estar sozinho
Temo fechar os olhos quando estiver acompanhado

Temo perder o sorriso na hora certa
Temo ganhar o sorriso na hora errada

Temo acordar léguas depois do ponto
E temo adormecer no momento de forçar as pernas

Só não temo o fato de temer
Pois homem que não teme não é homem de verdade
Homem que teme é humano
Mas homem que não assume temer é covarde

Posso temer o que quiser
Que a esperança e atitude que carrego no coração
Irá minar tudo que eu pensar
E asas soltas poderão voar em paz pela estrada.

Mesmo temendo, não há nada para temer.


FOTO: http://eddson.files.wordpress.com/2008/04/medo1.jpg

8 comentários:

Wander Veroni disse...

Oi, Danilo!

Todos nós tememos alguma coisa, pq o futuro é um incógnita. Ninguém sabe o que vai acontecer, ao mesmo tempo, se soubéssemos não haveria graça...hehehe...pq o bacana de viver são as surpresas.

E por falar em surpresa, fico feliz de vc ter gostado do pacotão de selos. Trata-se de uma homenagem e incentivo a um leitor e amigo que retorna a blogosfera.

Abraço

Almeida C. disse...

Fala Danilo.
Muito boa sua mensagem sobre pessoas que passam no blog, nao leem sequer o titulo da mensagem e colocam comentario do tipo "parabens, muito legal, etc etc" só para deixar o link e conseguir uma graninha com publicidade.
O que mais chama atenção é que quando visitamos o blog dessas pessoas não encontramos nenhuma opinião sobre o que ou algo...são dezenas de links espalhados pela tela somente com inteuito de arrecadar fundos com o adesense por exemplo.
Abraço cara e vc nesta foto parece o junior...irmão da sandi.

Danilo Moreira disse...

Vlw Almeida, coloquei essa mensagem pq tive muitos problemas no outro blog justamente com comentários vazios como esses que vc citou ai...

Qto a comparação da foto, como diz Copélia, prefiro não comentar...em breve ela será trocada.

flw!

Adriano - Dirribeira disse...

Danilo, sensacional seu texto! Me identifiquei em muito trechos.. É seu mesmo? Parabéns!
Entrei no seu blog após você ter comentado no meu, obrigado!..
Às vzs a gente nota que algumas pessoas comentam no blog por pura obrigação e poucos realmente lêem..
É sempre bom receber visitas interessadas na troca de idéias e em conteúdo.
mais uma vez parabéns pelo texto...

30 e poucos anos. disse...

Temer faz parte da vida mas não pode consumir sua vida...é preciso coragem para parar de temer e enfrentar as situações que somos colocados todo dia.

Liipee disse...

Pelas palavras..
me fez repensr nas coisas da vida..
na morte também..
legal seu texto, a imagem eu adorei..

belo blog brother,abraço !

Rodrigo Yoshizumi disse...

Gostei mto do texto, mas mais ainda da mensagem no final: "Mesmo temendo, não há nada para temer."

Afinal, acredito que assumir que temos temores, faz a gente encarar o medo de forma diferente... talvez, com mais respeito e, assim, com mais 'astúcia'... hehe

abraço!

Arlan Souza disse...

O temer é igual a saldade.
Pois se o temer nos faz humanos, a saldade, ao mesmo tempo que machuca, torna sólido em lembranças que algo, bom ou ruim aconteceu.
Comparação boba!
Ou apenas perspectivas diferentes.
Blog bom d+.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...